Detalhes da Compra

Desconto de R$199,50!

Educação Financeira e Introdução aos Investimentos

R$199,50

O curso de Educação Financeira e Introdução aos Investimentos desenvolve no aluno, a mentalidade financeira que ele precisa e os conhecimentos e noções básicas sobre Investimentos e Economia, para identificar sua condição financeira e projetar seus futuros investimentos. Para mais detalhes, leia a descrição do curso abaixo.

R$399,00 R$199,50
Product price
Additional options total:
Order total:

Descrição

 

EDUCAÇÃO FINANCEIRA E INTRODUÇÃO AOS INVESTIMENTOS – 60h

O que você vai aprender?

MÓDULO 01 – IDENTIFICAÇÃO DA SUA SITUAÇÃO FINANCEIRA:


1) ENTENDENDO A SUA REALIDADE DE VIDA:

Primeiro passo: entender a sua realidade de vida. Todos os aspectos vão importar: seu tipo de trabalho; se tem ganhos variáveis ou fixos; se tem pretensão de continuar crescendo profissionalmente.

2) VERIFICAR OS CUSTOS FIXOS / CUSTOS VARIÁVEIS / GANHOS FIXOS / GANHOS VARIÁVEIS:

O Primeiro ponto é entender a situação atual de vida: verificar todos os meus ganhos e gastos;

3) FAZENDO UM ORÇAMENTO DOMÉSTICO:

É impossível eu dizer exatamente como você deve fazer o seu orçamento doméstico. Cada um tem suas particularidades, gostos, vivências e necessidades, o que vou fazer aqui é te dar um norte para que você entenda o que realmente deve se preocupar e o que pode se organizar.

4) POSSIBILIDADE DE REDUÇÃO DO CUSTO DE VIDA:

Sempre falo da importância de se ganhar mais dinheiro, e isso é o que realmente te fará subir de patamar. Mas enquanto isso não acontece é preciso entender que dá pra viver com um “degrauzinho” abaixo do que você pode.

5) DÍVIDAS: IDENTIFICAR E PRIORIZAR AS MAIS PREJUDICIAIS:

Dívidas são grandes vilãs da nossa construção de patrimônio, principalmente aquelas que possuem juros altíssimos e que crescerão com força no passar do tempo.

6) CARTÃO DE CRÉDITO:

O crédito não é uma operação recente. Como assim? O crédito nada mais é do que um empréstimo ou o aguardo de recebimento em troca de um serviço ou produto entregue na hora

7) DA IMPORTÂNCIA DO “DINHEIRO DO LAZER”:

Lembra que na aula de orçamento eu disse que teríamos uma aula específica sobre o tal “lazer”? Chegou a hora.


MÓDULO 02 – MENTALIDADE FINANCEIRA


1) O MOTIVO DO BRASILEIRO (EM REGRA) NÃO GOSTAR DE FINANÇAS:

Já parou pra pensar porque tanta gente vira o olho ao escutar o termo “finanças”? Ou mesmo dizer que é chato falar sobre dinheiro? Lógico que todo mundo gosta de ganhar, mas e porque não devemos saber lidar com ele?

2) O DINHEIRO É A CAUSA DE TODOS OS PROBLEMAS?

Mas por mais que o brasileiro esteja aprendendo mais sobre dinheiro, se a mentalidade sobre ele estiver errada e de uma forma enraizada, isso será bem difícil de ser mudado. E qual é o grande problema disso? É que pessoas sem ele passam a culpar como o responsável por todos os problemas existentes

3) COMO AS CRENÇAS LIMITANTES PODEM MINAR TODO NOSSO CRESCIMENTO:

Entender que bilionários são pessoas “normais” que conseguiram resolver mais problemas;

4) SE PAGAR PRIMEIRO:

Mentalidade de que é necessário ficar em posse também daquilo que você ganha com o seu trabalho, evitando que o dinheiro só circule.

5) O MELHOR INVESTIMENTO DO MUNDO:

O melhor investimento é em você e no seu conhecimento.

6) RENDA PASSIVA X RENDA ATIVA:

Sempre deixo claro que é seu trabalho que te enriquecerá.

7) PRESERVAR E MULTIPLICAR:

Com certeza você já ouviu alguma história de alguém que ganhou uma boa quantidade de dinheiro e acabou perdendo tudo depois. Seja por conta de investimentos mau sucedidos, seja com apostas ou mesmo por ter ostentado demais.


MÓDULO 03 – INTRODUÇÃO SOBRE ECONOMIA BÁSICA


1) COMÉRCIO / FACILITAÇÃO DA TROCA / ESCAMBO:

Vamos começar agora a entender um pouco sobre a economia de forma geral para entendermos o nosso dia a dia.
E vou fazer logo de cara uma pergunta: em uma semana, com que frequência você compra ou paga por alguma coisa? E em um mês? Difícil saber assim né? E por que?

2) O PROBLEMA DO TROCO E O OURO:

Durante os séculos o ouro passou a ser visto como um objeto de valor altíssimo, já que era raro, adaptável, reluzente, de coloração única e o principal: resistente.

3) COMO O DINHEIRO FOI CRIADO:

Primeiro ponto que deve ser entendido por você é: o dinheiro é um objeto de troca, mas que não se desgasta (não deveria) com o tempo.

4) ARRECADAÇÃO DO GOVERNO (IMPOSTOS) E INFLAÇÃO:

Não há sociedade sem trocas. É por isso que o capitalismo não é um sistema “inventado”. Ele é uma evolução da nossa sociedade, que aos poucos foi mudando e identificando as melhoras formas de crescer, se aprimorar e principalmente: resolver problemas. Perceba que tudo o que falamos por aqui não foi do nada, foram anos de evolução e de problemas que surgiam e que eram resolvidos. E isso nada mais é que o capitalismo em sua essência, pois representa o que há de mais antigo da sociedade: a troca entre os povos para resolução de problemas.

5) EFEITOS ECONÔMICOS DA INFLAÇÃO: O QUE É E COMO ELA PODE DESTRUIR UM PAÍS:

Retomando o assunto da criação do dinheiro e tudo mais, quando o Estado passou a assumir a função da criação e distribuição de dinheiro, houve a necessidade de se padronizar a moeda. Com a cunhagem de maneira privada, várias moedas paralelas estavam num mercado de um mesmo país ou região, isso gerava valores paralelos e o mercado mais diversificado.

6) POR QUE A TECNOLOGIA AJUDA A COMBATER A INFLAÇÃO:

Desde a época do escambo que quem conseguia resolver mais problemas conseguiria ter mais produtos. E com o aumento da produção e criação da moeda e tudo mais, quem conseguisse se organizar melhor para produzir mais e em menos tempo passaria a vender mais e consequentemente ganhar mais dinheiro.

7) CORREÇÕES MONETÁRIAS:

Para começar essa aula precisamos retomar o assunto sobre a inflação. Como já explicamos inflação é a perda do poder de compra de uma moeda em razão de um aumento ou da oferta monetária ou mesmo da valorização de um produto ou serviço.

8) TAXA SELIC, E A RELAÇÃO COM A INFLAÇÃO:

Agora que você entendeu o que é a inflação e como ela funciona na nossa economia pode ser que esteja pensando: tá mais aí os preços sobem sem parar?
Em tese sim, e em tese não. Por que?
A tendência é que os preços venham a subir em razão do aumento da produção monetária e da produção de bens e serviços, mas algo que ajuda a reduzir esse impacto no bolso das pessoas é a taxa básica de juros.

9) CDI: CERTIFICADO DE DEPÓSITO INTERBANCÁRIO:

Agora vamos pra um outro assunto que é bem parecido com o que abordamos na aula passada, mas que é preciso entender para ter a noção ideal dos investimentos.

10) IMPOSTO DE RENDA:

Antes de falar em imposto de renda, precisamos relembrar sobre impostos. Guerras Napoleônicas Século XVIII: o imposto de renda foi criado nesse período pelo então primeiro ministro britânico, Willian Pitt. Afim de captar mais recursos para vencer a batalha criou o imposto com caráter temporário e então venceu a guerra contra Napoleão.


MÓDULO 04 INTRODUÇÃO AOS INVESTIMENTOS


1) EMPREENDEDORISMO E NOVAS FORMAS DE GANHAR DINHEIRO:

Encontrar formas de ganhar mais dinheiro. Antes de começar a falar sobre investimentos de fato e de sua base de conhecimento precisamos deixar claro que encontrar formas de ganhar mais dinheiro muito provavelmente será responsável por grande parte da construção do seu patrimônio.

2) TRIPÉ FINANCEIRO: RENTABILIDADE, LIQUIDEZ E SEGURANÇA:

Primeiro ponto que preciso começar essa aula é dizer o seguinte: você precisa entender que todos os investimentos possuem características próprias e que você pode aproveitar e se proteger de acordo com cada um.

3) DA RESERVA DE EMERGÊNCIA:

Reserva de emergência é uma quantia que você deve destinar para sua manutenção de vida caso um problema ou imprevisto aconteça e você fique sem o seu salário/rendimento.

4) DO PROBLEMA DAS PIRÂMIDES FINANCEIRAS:

Promessa. Essa é a principal palavra de convencimento para que uma pessoa invista numa pirâmide. Mas por que? Justamente por haver uma combinação de promessas que vão formando na cabeça de quem está ouvindo aquela proposta que ele será “besta” ou “atrasado” se não entrar nessa “oportunidade”.

5) FINANCIAMENTOS (BANCÁRIO E IMOBILIÁRIO):

Ideia principal do financiamento na troca de tempo por dinheiro. Abordar que financiamento convencional, aquele voltado pra compra da casa própria, pode ser um vilão dentro do orçamento doméstico, mas sempre costumo dizer que moradia é moraria e investimento é investimento.

6) CONSÓRCIOS:

Entender que é uma espécie de “vaquinha”, no qual uns pagam de forma mensal até ser “contemplado” e outros vão dando lances de valores maiores para poder conseguir.

7) POR ONDE INVESTIR: BANCOS OU CORRETORAS:

Algo que temos que desmistificar é que você só pode fazer investimentos e aplicações financeiras com bancos tradicionais. Em razão da sua segurança, visibilidade, confiança, os chamados “bancões” nunca tiveram muita concorrência aqui no Brasil.

8) DA IDENTIFICAÇÃO DO SEU PERFIL INVESTIDOR:

Antes de começar a introduzir os assuntos sobre investimentos é importante que faça uma autoanálise novamente.
Lembra que quando falamos sobre seu orçamento doméstico e tudo mais, nós enfatizamos que dependeria de cada situação e pessoa? Com investimentos é do mesmo jeito.

9) INTRODUÇÃO AO INVESTIMENTO DE RENDA FIXA:

Entender que esse tipo de investimento é um “empréstimo” para uma pessoa física ou entidade. Para iniciar a explicação é importante frisar que o funcionamento da renda fixa nada mais é do que um empréstimo, feito de uma pessoa a outra pessoa ou entidade e que será paga de acordo com o prazo combinado e com alguma remuneração, tendo como base índice, percentual ou indexador.

10) TÍTULOS PÚBLICOS:

Agora que entendeu essa narrativa de risco retorno e dessa analogia com o empréstimo, vamos começar a falar de alguns tipos de investimento em renda fixa.

11) APLICAÇÕES FINANCEIRAS DE RENDA FIXA:

A ideia neste caso é bem semelhante, sendo que invés de emprestar dinheiro para a União, você empresta para algum banco ou instituição bancária como também para uma empresa.

12) INTRODUÇÃO A RENDA VARIÁVEL (BOLSA DE VALORES):

Empresas e necessidade de abertura de capital. Antes de começar sobre a bolsa de valores em si, você precisa entender porque que ela foi criada e porque é tão importante para o desenvolvimento de uma economia. Países que possuem uma bolsa de valores forte muito provavelmente possuem uma economia forte, isto porque a bolsa é a forma mais democrática de uma empresa conseguir capital para poder crescer, e ela vai representar também o crescimento do ambiente de negócios de um país.

13) BOVESPA, ÍNDICE BOVESPA E O SENTIMENTO DE QUE BOLSA É CASSINO:

Agora que você entendeu como a Bolsa de Valores surgiu e como ela foi importante para o desenvolvimento de empresas e pessoas você vai entender que ela é importantíssima para a economia de um país e do mundo. Isso porque as principais empresas do mundo estão listadas em Bolsas de Valores. Pode ter certeza que de onde você tá certamente está utilizando muitas coisas ou serviços que são de empresas listadas. Se seu computador é Windows ou Apple, já sabe, se usa um celular Samsung, também, se usa internet via wi-fi possa ser que seja de alguma operadora que tenha capital aberto, se acabou de comer um salgado e tomou uma Coca-cola também. Faltariam coisas pra exemplificar tantas empresas envolvidas.

14) AÇÕES, IPO, HOME BROKER E RESPONSABILIDADE LIMITADA:

Relembrar sobre a parte da participação das empresas e da possibilidade de negociação entre as pessoas e que uma ação é a menor parte negociável de uma empresa, na qual fará com que a pessoa que a possua passe a ter direito sobre ganhos, rendimentos e participações nessa empresa.

15) NOMENCLATURA DAS AÇÕES: O TICKER:

Para comprar e vender as ações você usará o Home Broker e terá de saber o nome de cada ação. E como se chama esse nome? Ticker. O grande motivo do uso desse nome é para padronizar um formato e unificar dentro de cada sistema das corretoras e da própria bolsa de valores, isto porque ela representa o nome da empresa ou pelo menos o setor que ela atua.

16) COMO GANHO DINHEIRO COM AÇÕES:

Nos outros exemplos de investimentos que citamos, todos eram vinculados a você e uma determinada instituição bancária ou empresa, mas com ações a relação é também entre investidores.
Como explicado na aula sobre o IPO, na hora que uma empresa resolve abrir seu capital, ela faz o procedimento padrão, recebe pelo valor de mercado levantado e agora suas ações serão negociadas no mercado.

17) IMPOSTO DE RENDA NAS AÇÕES, FUNDOS IMOBILIÁRIOS E ETFs:

Como expliquei desde o início você pode investir, ganhar dinheiro e ainda não precisar pagar imposto de renda sobre isso. O mundo dos impostos dentro da renda variável é bem específico visto que existem várias nuances que requerem muita atenção, isto porque existem regras e muitas exceções previstas. Mas a regra geral que eu quero passar pra você é: se for fazer investimento na bolsa de valores, comece a cadastrar essas informações na sua declaração de imposto de renda. As corretoras auxiliam nessa etapa, mas você precisar do auxílio de um contador.

Os requisitos de acesso são os definidos pelo Conselho Estadual de Educação através das resoluções nº 01/2015, nº01/2017 e o Decreto Federal 5.154/2004, utilizando as seguintes formas de articulação entre a educação profissional técnica de nível médio e o ensino médio:

  • Concomitante ao Ensino Médio: Com matrícula no curso e será ofertado somente a quem esteja matriculado na primeira série do ensino médio;
  • Subseqüente ao Ensino Médio: Ofertada somente a quem já tenha concluído o ensino médio.
REQUISITOS PARA MATRÍCULA
  • Cópia do RG e do CPF
  • Comprovante de Residência
  • Cópia do Histórico Escolar e do Certificado de Conclusão do Ensino Médio (2º Grau) autenticados

OBS: Para inscrição no curso a documentação poderá ser anexada no sistema do aluno, porém o aluno tem um prazo em até 4 meses para enviar os documentos via correio para a sede da Escola Politécnica Brasileira.

  • O aluno deverá encaminhar via correio as cópias autenticadas do Histórico Escolar, Certificado de Conclusão do Ensino Médio.
  • RG e CPF
  • Comprovante de endereço atualizado

O aluno estudará pelo portal AVA – (Ambiente Virtual de Aprendizagem), sendo disponibilizados materiais acadêmicos como: vÍdeo-aulas, apostilas, artigos e biblioteca digital. Ao final do módulo, o aluno realizará avaliações “online” de forma presencial no Polo de apoio escolhido no ato da matrícula.

Cada módulo é estudado no prazo de 4 meses, podendo ser estudado de forma livre, dessa forma o aluno poderá flexibilizar o seu cronograma de estudos.

No AVA o aluno terá disponível o atendimento ao aluno para solicitação de serviços como: requerimento de declarações, histórico, estágio, matriz curricular e outras solicitações em geral, todos por abertura de chamados devidamente protocolado e respondidos dentro de 48 horas. Possuirá também acesso diretamente aos professores, devidamente qualificados e preparados para sanar dúvidas com relação ao conteúdo e atividades (respostas no prazo de até 48 horas).

Após a conclusão de todas as atividades online, presenciais e atingimento da média satisfatória para aprovação de 6.0, estará apto para solicitar e requerer o seu diploma.

TUTORIA

O tutor é o profissional que acompanha como mediador o seu processo de ensino e aprendizagem, com o objetivo de promover momentos de interação e colaboração que favoreçam a construção do conhecimento. Este profissional é responsável pela administração do fluxo de informações, tanto as originadas do conteúdo da disciplina quanto dos alunos. Dentre suas atribuições, destacam-se:

  • Apoiar os alunos na Sala de aula AVA on-line e responder às mensagens;
  • Acompanhar e orientar os alunos durante o desenvolvimento das atividades de cada disciplina;
  • Identificar os problemas de aprendizagem individuais e coletivas nos grupos que orienta, e intervir adequadamente;
  • Buscar informações e questões destinadas à melhoria do processo de ensino e aprendizagem;
  • Auxiliar na elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC);
  • Para conhecer o seu tutor, acesse o AVA e visualize o nome do tutor, seu contato.

Durante todo o curso o aluno poderá sanar suas dúvidas e terá um acompanhamento do tutor pelo portal do aluno, com um tempo de resposta máximo de 48 horas. Além da tutoria, também é disponibilizado um canal de contato telefônico gratuito (0800) para suporte técnico.

 

Clique para ampliar a imagem


O certificado técnico da EPB possui código de registro único e intransferível, possibilitando sua conferência de legalidade, possuindo rastreabilidade nacional através do site do MEC – SisTec. Acesse aqui

Para receber o diploma de Técnico em Agronegócio, o estudante deverá comprovar a conclusão do ensino médio ou equivalente e cumprir, com aprovação, as disciplinas e o estágio supervisionado.

LOCALIZAÇÃO

A ESCOLA POLITÉCNICA BRASILEIRA possui uma rede própria de parceiros que integram as Unidades Remotas, por meio de convênios por ambas firmados, distribuídas em diversas cidades do Brasil, proporcionando maior facilidade para o aluno realizar as avaliações presenciais obrigatórias.

Solicite a sua Grade: